Textos



Os Três Macacos Sábios



"Andy Warhol mil vezes na TV disse:
- "No gossips, Miss"
Darling, querida
Vê se te toca
Leva tua vida sem fuxico nem fofoca…
"
(Caetano Veloso – Grafiti)

Na lojinha de bugigangas, deparei-me com a estatueta. Três macacos, sentados lado a lado, tampando com ambas as mãos, respectivamente, olhos, ouvidos e boca. Menina curiosa, fui assuntar. Soube tratar-se de uma réplica em miniatura das figuras que ilustram o portal de um templo, na cidade de Nikko, no Japão. O que cobre os olhos chama-se mizaru, o que tampa os ouvidos é kikazaru e iwazaru é o que cala a boca. Zaru, que significa negação, tem o mesmo som de Saru, que significa macaco. Assim, as figuras representam um trocadilho que significa: não vejo, não ouço e não falo. Mais exatamente, do mal, no sentido de se evitar a maledicência.
A lição parece ter sido aprendida, mas como bons interesseiros que somos, a entendemos como ela nos aprouver. Que atire a primeira pedra quem nunca contou a outrem alguma situação constrangedora, comprometedora ou humilhante passada por alguém. Difícil mesmo resistir. Seja porque a história é engraçada, ou porque a pessoa em questão merece mesmo passar por tal embaraço ou, simplesmente, por não termos mais o que fazer. Às vezes não nos limitamos ao que vemos ou ouvimos, repassando a intriga ouvida de terceiros. E, quase sempre, para valorizar a cena, aumentamos um detalhezinho aqui, outro ali. E assim, mantemos olhos e ouvidos bem abertos e a língua venenosa irrequieta que nunca para dentro da boca.
Só calamos mesmo quando lidamos com os problemas do mundo. A empregada apanha do marido, há indigentes dormindo sob a marquise, molecotes impúberes cheiram cola na pracinha, doentes morrem nos corredores de hospitais sem atendimento, jovens são brutalmente assassinados na disputa pelo poder do morro... Nessas horas, damos de ombro, superiores: já pagamos nossos impostos, educamos nossos filhos, pagamos mais caro pela segurança de nosso patrimônio, somos educados e politicamente corretos, tratamos todo mundo com respeito e educação... Até votar, nós votamos de forma consciente.
Macacos sábios, tampamos olhos e ouvidos para não testemunhar essas iniqüidades.
E a boca se abre só para justificar:
- Eu?? Não tenho nada a ver com isso!!

Imagem daqui.

*****

Este texto faz parte do Exercício Criativo O Que eu Tenho a Ver com Isso?
Saiba mais e conheça os outros textos, acessando:
http://encantodasletras.50webs.com/vercomisso.htm
Nena Medeiros
Enviado por Nena Medeiros em 12/06/2009
Alterado em 25/07/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários