Textos



Promessa


Quando chegar o inverno
Já recomeça o inferno
Da seca e do racionamento
Do frio e rajadas de vento
Do sol, que cega e não aquece
E eu lanço pros céus, uma prece
Juntando as mãos calejadas
Livrai-nos, Senhor, das queimadas
Da morte tingindo de preto
Bicho, pedra, chão, graveto
Deixando quem sobra à míngua
Sem água, casa, comida
Qualquer providência de vida
Se Deus puder me atender
Já tratei de me comprometer
Na igreja, como voluntário
Ir a pé, até o Santuário
Levando, no lombo, uma cruz
Como seu filho, Jesus
 
Este texto faz parte do Exercício Criativo - Quando Chegar o Inverno
Saiba mais, conheça os outros textos:
http://encantodasletras.50webs.com/quandochegaroinverno.htm



 
Nena Medeiros
Enviado por Nena Medeiros em 05/02/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Peço citar a autoria "Nena Medeiros" e o endereço do texto.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários