Textos



Bartolomeu

Eu não sabia de você
Posso nem dizer que vi
Já que andava por outro lado
Alheia ao que havia ali

E assim a sua história
Como a de outros tantos seguiu
Até que me abriu os olhos
Alguém que, ao contrário, viu

Não pude mais ignorar
Seu injusto sofrimento
Resolvi cuidar de você
Naquele exato momento

Você foi feliz comigo
Enquanto a doença deixou
Uma tarde, sem aviso
Ela, enfim, o levou

Hoje você vive no céu
De todo o mal já curado
À espera do reencontro
Entre nós dois combinado

Deve ter feito bons amigos
Com esse seu jeito brejeiro
Mas, quando eu chegar, lhe arrebato
Mentindo: É meu! Eu vi primeiro!
 

Poeminha inspirado no cachorrinho Bart, adotado com leish em estágio avançado e que nos deu pouco menos de dois anos de muito amor e alegria.

Este texto faz parte do Exercício Criativo - Eu Vi Primeiro
Saiba mais, conheça os outros textos:
http://encantodasletras.50webs.com/euviprimeiro.htm
 
Nena Medeiros
Enviado por Nena Medeiros em 17/04/2017
Alterado em 17/04/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Peço citar a autoria "Nena Medeiros" e o endereço do texto.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários