Textos



Na Real


Que decepção ela sentiu
E tão magoada ficou
Quando, depois daquele beijo
Ele não se transformou

Nada de príncipe garboso
Um sapo nojento somente
Feio, frio e enrugado
Mas, com certeza, inocente

Não prometeu nada além
Que sua anfíbia condição
Foi dela e dos contos de fadas
A culpa da desilusão.

 
 
Este texto faz parte do Exercício Criativo - O Inocente Sapo
Saiba mais, conheça os outros textos:
http://encantodasletras.50webs.com/oinocentesapo.htm
Nena Medeiros
Enviado por Nena Medeiros em 06/03/2017
Alterado em 06/03/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Peço citar a autoria "Nena Medeiros" e o endereço do texto.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários